O DESENVOLVIMENTO DA INTELIGÊNCIA DE JOGO





Hoje, para assegurar vitórias é absolutamente necessário desenvolver jogadores completos com excelente técnica, capacidade física, conhecimento táctico e capacidade mental. Mas continuamos com um aspecto do jogo que é necessário melhorar: o desenvolvimento da inteligência de jogo, qualidade essa que permite aos jogadores reconhecer e adaptar-se às diferentes situações no campo de futebol, rapidamente e em situações de grande pressão competitiva.
A aquisição de experiências e conhecimentos é muito melhor quando é o resultado de um correcto processo pedagógico em que o treinador usa questões e demonstrações para abrir o desenvolvimento de experiências e conhecimentos para que sejam claramente interpretados.
Estimulação, encorajamento e conselhos, uma explanação e demonstração pelo treinador, em conjunto com um apropriado número de repetições do mesmo exercício e subsequentemente o transfer da solução para outras situações similares que ocorrem no jogo, tem como consequência uma sólida fundação nas mentes dos jogadores, e no desenvolvimento da sua inteligência de jogo.
Boa percepção, seguido por uma correcta interpretação das situações de jogo e a capacidade de tomar as melhores decisões culminam numa correcta execução técnica do movimento mentalmente preparado.

O QUE SIGNIFICA INTELIGÊNCIA DE JOGO

As constantes instruções dadas pela maioria dos treinadores, antes, durante e depois dos jogos impede que a maioria dos jogadores use a sua inteligência. Em vez de confrontar o atleta nos treinos com uma grande variedade de problemas para serem resolvidos, eles recebem dia após dia as soluções para os problemas.
Para que os atletas desenvolvam a sua inteligência, os treinadores precisam de estimular mais e instruir menos. Em vez de serem instrutores no campo de treinos, eles devem ser consultores, guias ou organizadores de informação.

Desenvolver a inteligência de jogo em qualquer jogador de futebol implica ensiná-lo a:

*    Ler o jogo e entender o que está a acontecer no campo (para o qual é necessário um certo nível de percepção, conhecimento e experiência);
*    Usar experiências antigas quando confrontado com situações para as quais o jogador necessita de decisões correctas;
*    Executar com uma correcta técnica e rapidamente, a solução encontrada.

Como se manifesta em campo a inteligência de um jogador?

*    Geralmente escolhe a melhor opção em menos tempo;
*    Não só procura a melhor solução para o problema com o qual é confrontado dentro do campo por rapidamente colocar prioridades ás várias soluções, mas também calcular os riscos envolvidos. Ele raramente perde a sua concentração até resolver a solução;
*    Sabe em qualquer momento do jogo como dar a velocidade adequada à bola e ao ritmo da equipa;
*  Nunca se apressa e sente segurança e confiança quando está a realizar um determinado movimento dentro do campo. Ele controla com os seus olhos todo o espaço à sua volta. Parece que tem sempre tempo. Ele sabe que fazer as coisas muito depressa, tem como consequência a produção de erros;
*    Tenta sempre um equilíbrio entre o risco e a segurança de jogo. Risco em demasia pode significar a perda da bola ou mesmo o jogo, enquanto que jogar sem riscos raramente o ajuda a vencer os jogos. Ele é valente o suficiente para tomar riscos;
* Consegue adaptar-se ás diferentes situações de jogo, ao árbitro, aos seus companheiros, aos seus adversários, ás condições do campo e ás condições do tempo;
*   Sabe que as coisas nem sempre saem bem. É por isso que o seu desempenho nunca diminui depois de cometer um erro, ou dois ou três consecutivos;
*    Sabe quando e para onde passar a bola ou quando é melhor mantê-la na sua posse;
*    Tem uma boa avaliação óptico-motor e consciência espacial. Avalia correctamente as distâncias entre ele e os seus companheiros, entre ele e os adversários, das linhas do campo e a localização da baliza;
*   Mantém o seu jogo simplificado. Só um mestre, um extraordinário jogador, joga o jogo da forma mais simples possível;
*    Sabe o que vai fazer com a bola mesmo antes de a receber e de a controlar;
*    Usa a sua criatividade para benefício da equipa e dos seus companheiros;
*   Sabe como jogar futebol, especialmente sem bola, constantemente disponível para os seus companheiros para os quais ele oferece possíveis soluções para muitas situações que acontecem no campo;
*    É um jogador que coloca todas as suas qualidades ao serviço da equipa. Um jogador de futebol que não coloque a sua inteligência ao serviço dos seus colegas nunca será bem sucedido, porque vai ter tendência a perceber só uma parte do jogo, vendo as jogadas completamente isoladas e não num contexto de um todo. Este jogador não consegue ver tudo o que se passa dentro de um campo de futebol;
*   Frequentemente faz perguntas e rapidamente aprende com os seus erros. É bom a memorizar uma grande variedade de jogadas e a reproduzi-las;
*    Só faz aquilo que está dentro das suas possibilidades;
*    A sua experiência permite-lhe tomar as melhores decisões, tais como quando correr e quando correr é um desperdício de energia;
*  O stress não o afecta, sabendo que um alto nível de stress tem tendência para prejudicar a sua concentração e capacidade de percepção, bem como a sua capacidade para tomar as melhores decisões.

Comunicação e colaboração: requisitos para uma boa prestação

A pessoa responsável pelo jogo da equipa é o treinador. Ele desenvolve regras para os seus jogadores conseguirem uma óptima comunicação e colaboração entre todos. No jogo todos os jogadores devem falar a mesma linguagem futebolística.
Jogar futebol significa procurar constantemente comunicação através de normas pré-estabelecida. Antes de passar a bola o jogador tem de avaliar os possíveis riscos, tendo em consideração as capacidades do jogador que a vai receber assim como os seus oponentes perto dele.
Ao mesmo tempo, o colega que espera o passe possui determinadas expectativas que têm de ser bem interpretadas por quem leva a bola. Só quando o jogador conseguir interpretar as expectativas dos outros e também conseguir antecipar as suas próprias jogadas, é que a próxima jogada terá sucesso.
Para assegurar que qualquer jogada realizada por dois colegas não termine com uma perda de bola, as expectativas e a comunicação não verbal entre ambos deve ser interpretada e compreendida perfeitamente por ambos.
Uma determinada técnica ou movimento pode dar várias informações ao outro jogador, dependendo da situação actual. Por exemplo, um deslocamento de um jogador para um espaço vazio, pode significar para quem transporta a bola ou: “passa-me a bola” ou “aqui está um espaço para tu penetrares”.

Consequentemente, todos os jogadores de uma equipa têm de aprender a interpretar as acções dos outros colegas de equipa em relação à actual situação de jogo com o propósito de conseguirem um óptimo entendimento de jogo.

Artigo retirado do autor: Horst Wein

Comentários

  1. BOM DIA.EXCELENTE.JOGAR FUTEBOL E/OU TREINAR UMA EQUIPE É NECESSÁRIO TUDO ISSO.PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  2. Bom texto, com várias informações primordiais que ajudarão à diferenciar os craques dos jogadores.

    ResponderExcluir

Postar um comentário